terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Ciro Gomes aparece com o nome de 'sardinha' nas planilhas de propina da Odebrecht


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Nos documentos apresentados pela Odebrecht como parte de sua delação premiada, há uma série de transações e nomes que continuam sem explicação. Uma planilha intitulada "tradução" traz apelidos vinculados a nomes de políticos, entre eles o do presidente da República, Michel Temer (MDB-SP), o do pré-candidato ao Palácio do Planalto Ciro Gomes (PDT-CE) e o do vice-prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB-SP), mas não há informações sobre repasses ligados aos codinomes.


Esse arquivo lista, por exemplo, o presidente Temer associado ao codinome "sem medo", Ciro Gomes ligado ao termo "sardinha" e Bruno Covas relacionado à expressão "neto pobre".

Segundo análise do Ministério Público, essa planilha foi criada em junho de 2006 e modificada pela última vez em junho de 2008.

Ciro Gomes nega ser beneficiário de valores ilícitos. "Era anunciado que uma certa elite tentaria de qualquer forma incluir meu nome nessa imundície que se transformou parte da política brasileira", afirmou.

"Nunca em meus 38 anos de vida pública limpa, sem nunca ter respondido a nenhum mal feito, tive qualquer relação ilegal com qualquer empresa. Quem quer que se aventure a me envolver nisso será processado, como sempre fiz".

Leia também:
Editado por Política na Rede  
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...