quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Empréstimo que teria pago chantagista de Lula é confirmado por banqueiro; ouça o depoimento


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O banqueiro Salim Schahin, um dos donos do Banco Schahin, confirmou ao juiz Sérgio Moro que o "amigo de Lula",  José Carlos Bumlai, pediu ao banco um empréstimo de R$ 12 milhões que era, de fato, destinado ao PT. O banqueiro confirmou que o empréstimo não foi pago e que a quitação foi simulada de forma fraudulenta quando o grupo Schahin conseguiu um contrato com a Petrobras, relativo ao barco-sonda Vitória 10.000. 
Ouça o depoimento: 



O caso do empréstimo é muito conhecido por envolver o amigo de Lula e uma história de suposta chantagem ao ex-presidente e ao partido. Há versões que circulam há anos de que o empréstimo serviu para calar o empresário Ronan Maria Pinto, que estaria ameaçando revelar fatos desconhecidos sobre a morte de Celso Daniel.


Leia também:

No depoimento de hoje, Salim Schahin confirmou que o empréstimo era para o PT, era urgente, e teria o apoio de Lula e José Dirceu, com a intermediação de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT. 

Veja também:













Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...