sexta-feira, 18 de maio de 2018

Colômbia denuncia plano de Maduro para fraudar eleição na Venezuela


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O governo do ditador Nicolás Maduro está levando cidadãos colombianos para votar na Venezuela nas eleições presidenciais do próximo domingo, denunciou nesta quinta-feira (17) o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.


“Por fontes de inteligência confiáveis, temos conhecimento de um plano do regime de Maduro, iniciado no final do ano passado, para documentar e transportar cidadãos colombianos para que votem no próximo domingo, 20 de maio”, declarou Santos em mensagem pela TV.

Leia também: 

“O plano detalha a forma, os procedimentos e os valores pagos para garantir o movimento dos eleitores e seu voto favorável a Maduro.”

O presidente colombiano informou que deu “instruções” à força pública para “redobrar os controles fronteiriços” e evitar “ao máximo o trânsito ilegal de eleitores”.

Santos destacou que “manobras” como esta confirmam sua decisão de não reconhecer os resultados das eleições presidenciais de domingo.

Maduro planeja se reeleger no domingo na eleição antecipada convocada pela Assembleia Nacional Constituinte, que Santos também considera ilegítima.

As relações entre Venezuela e Colômbia estão se deteriorando. Santos qualifica de ditadura o governo de Maduro, e o culpa pelo êxodo de milhares de venezuelanos em direção à Colômbia.

Bogotá calcula que 550.000 venezuelanos chegaram à Colômbia nos últimos tempos, a maioria fugindo da escassez de alimentos e medicamentos.

Veja também:




Veja
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...