terça-feira, 22 de maio de 2018

PGR denuncia Fernando Pimentel pela quarta vez


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A Procuradoria Geral da República denunciou o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais por fraude na prestação de contas de campanha - o chamado caixa dois.

O G1 buscava contato com assessoria de Pimentel até a última atualização desta reportagem.

Leia também: 

É a quarta denúncia contra Pimentel na Operação Acrônimo, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação.

A denúncia foi encaminhada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), responsável pelo julgamento de governadores. O relator do caso, ministro Herman Benjamin, já determinou que os acusados respondam à denúncia em quinze dias após a notificação.

A acusação, que ainda não teve o teor divulgado pela Procuradoria, tem como base a delação premiada do empresário Benedito Oliveira, o Bené, que era ligado a Pimentel e se tornou um dos delatores da Acrônimo. Bené também foi denunciado.

Foram notificados a responder às acusações em 15 dias:

- FERNANDO PIMENTEL
- BENEDITO RODRIGUES DE OLIVEIRA NETO
- VITOR NICOLATO
- ELON GOMES DE ALMEIDA
- PETERSON DE JESUS FERREIRA
- HENRIQUE BRADLEY TERTULIANO DOS SANTOS
- JOSÉ MANUEL SIMÕES GONÇALVES
Veja também:




Mariana Oliveira
G1
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...