terça-feira, 19 de junho de 2018

Fachin diz que delito de Gleisi é falsidade ideológica eleitoral e não corrupção


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
No primeiro voto do julgamento da senadora Gleisi Hoffmann, o relator, ministro Edson Fachin, afirmou que, embora haja divergências entre os delatores, há provas de que o valor de R$ 1 milhão foi efetivamente destinado à campanha da senadora. Para o relator, está provado o efetivo recebimento de valores no interesse da campanha de Gleisi Hoffmann, porém tal recebimento não configura o crime de corrupção passiva descrito na denúncia, mas sim o delito de falsidade ideológica eleitoral (artigo 350 do Código  Eleitoral).


Leia também: 

Veja também:





Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...