terça-feira, 10 de julho de 2018

'Virou moda, no Judiciário brasileiro, desrespeitar-se a regra dos impedimentos para participar de julgamentos', diz senador Lasier Martins; assista


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O senador Lasier Martins, da tribuna do Senado, criticou a decisão do desembargador Rogério Favreto e sua repercussão. Lasier Martins lembrou que "o Sr. Rogério Favreto é um homem sabidamente ligado ao Partido dos Trabalhadores. Serviu a vários cargos e encargos e teve uma verdadeira contraprestação de favor ao conceder essa ordem de habeas corpus no domingo". O senador pediu que o Senado volte a discutir sua proposta de mudança do sistema de indicação dos ministros dos tribunais superiores, a começar pelo Supremo.


Assista: 



"Está mais do que visto, revisto e confirmado que a Justiça está politizada – e a partir dos maus exemplos do Supremo Tribunal Federal, como, aliás, apontou muito bem o ex-Ministro e ex-Presidente do Supremo Carlos Velloso em entrevista. O Supremo está dando mau exemplo e é por isso que desembargadores de instâncias inferiores se arrogam no direito de cometer absurdos como o de domingo", afirmou.

Leia também: 
'Deveria ter saído de camburão do plantão', diz José Medeiros sobre desembargador que tentou soltar Lula
Descontrolada, Gleisi diz que o juiz Sérgio Moro é 'safado e sem-vergonha'; assista
'O PT rasgou todo e qualquer princípio, mandou às favas todo e qualquer escrúpulo neste domingo', diz jornalista

Lasier Martins criticou o hábito de certos ministros do Supremo de julgarem os amigos: "Aliás, virou moda, no Judiciário brasileiro, desrespeitar-se a regra dos impedimentos para participar de julgamentos. Vem acontecendo a toda hora, principalmente no Supremo Tribunal Federal, onde, há bem poucos dias, o Ministro Toffoli concedeu liberdade ao seu ex-patrão José Dirceu. Deveria ter se dado por também suspeito e impedido. Mas, como eu disse, virou moda no Brasil, o que desmoraliza, o que conspira contra a credibilidade do Poder Judiciário".

O senador lembrou que o ministro Dias Toffoli assumirá a presidência do STF em breve, e que isso causa apreensão: "É perfeitamente cabível essa apreensão do mundo jurídico brasileiro, das pessoas de bem, das pessoas sensatas, com relação a essa Presidência de Toffoli, porque, se ele pôs em liberdade o José Dirceu, não se há de duvidar que ele também traga para a discussão e defenda a soltura daquele que está cumprindo uma pena, uma pena bastante longa. E quem sabe lá também soltando os demais envolvidos em crimes de corrupção e contra o dinheiro público do Brasil, nomes conhecidos de todos".


Veja também:




Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...