terça-feira, 4 de setembro de 2018

Boulos tenta se destacar com tragédia do Museu Nacional e é rebatido por jornalista: 'O reitor é filiado ao PSOL e veja quem foi o primeiro a fazer política nas redes sociais'


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista Carlos Andreazza, da Jovem Pan, criticou duramente o candidato Guilherme Boulos por tentar fazer uso político da tragédia do Museu Nacional. Para Andreazza, Boulos foi "o primeiro a fazer política barata nas redes sociais", embora seja do mesmo partido do reitor da universidade que é responsável pelo Museu.  Andreazza desabafou: "Não tinha brigada de incêndio de plantão. Onde já se viu? É um dos prédios mais importantes da História do Brasil! Naquele palácio foi assinada a  Independência, lá houve a primeira Assembleia Constituinte. Não tinha eletricista de plantão, não tinha água no hidrante. O reitor, que está botando a culpa no governo Temer, é filiado ao PSOL. Veja quem foi o primeiro a fazer política barata nas redes sociais, se não foi o Guilherme Boulos, candidato do PSOL. Querem ver os canalhas? Vejam as pessoas que reagem tentando capitalizar politicamente uma tragédia como essa, e veja se não são co-responsáveis! Se não são aliados dos que comandaram o Brasil nesses anos de buraco sem precedente!".


Leia também:

Veja também:




Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...