terça-feira, 4 de setembro de 2018

Jornalista diz que, se Haddad vencer as eleições, 'Moro e a turma do MPF de Curitiba correm risco de serem presos'


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista José Nêumanne Pinto, em artigo publicado no jornal O Estado de S. Paulo, afirma que o "objetivo final da farsa da 'eleição sem Lula é fraude', empurrando com a barriga a participação proibida de Lula na eleição pelo TSE, tem como objetivo vingança final do PT e seu líder contra quem combate suas maracutaias". Para Nêumanne,  "se Fernando Haddad, o estepe de Lula vencer as eleições, Moro e a turma do MPF de Curitiba correm risco de serem presos". 


Leia abaixo o artigo de José Nêumanne Pinto: 

Ei, você aí, o PT vem com tudo, viu?
No post Prostituição, fraude, e sabotagem, em que reproduzi minha participação no programa da TV Estadão Estadão às 5 de segunda-feira 3 de setembro de 2018, comentei o esforço atual para fechar a Caixa de Pandora, aberta pelos náufragos do mensalão, que levou à delação em massa dos operadores do petrolão.
O perigo ronda. O Estado é vingativo. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Barroso e eu pensamos assim. Temos várias amostras dessa retaliação. Quando a Dilma, poste de Lula, ainda estava no poder, a Agência Brasileira de Informações (Abin) espionou o juiz Sérgio Moro e o citado ministro Barroso.
Leia também: 
Brasil rejeita tentativa de Grupo de Lima de punir ditadura venezuelana na ONU

Em áudio interceptado e divulgado, em 2016, Lula disse com todas as letras que os deputados do PT precisam “achincalhar” o juiz Sérgio Moro e a equipe da Operação Lava Jato, porque “eles têm de ter medo” e “preocupação”.
Outros fatos também foram notórios da retaliacão do governo petista. O ministro do STF Joaquim Barbosa, relator do Mensalão, antecipou a sua saída devido às ameaças e as agressões sofridas na internet e em lugares públicos.
Michel Temer também não deixou essa peteca de retaliação cair. Colocou a Abin para investigar o outro ministro do STF, Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato, responsável por homologar a delação premiada dos Batistas do grupo J&F. Segundo reportagem da revista Veja, o governo acionou a Abin para encontrar qualquer detalhe que pudesse fragilizar a posição de Fachin na Lava Jato.
O governo Temer também colocou todo o aparato do Estado contra os Batista, ensejando a frase do Barroso.
Diante desses fatos, se Fernando Haddad, o estepe de Lula vencer as eleições, Moro e a turma do MPF de Curitiba correm risco de serem presos. E o PT não precisa de motivos para prender. Eles inventam. O PT é famoso por derrubar reputações. Criam falsas notícias e repetem cansativamente até virarem verdades, no conhecido estilo Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Hitler.
Recentemente, Fernando Haddad, oficialmente vice de Lula, e verdadeiramente estepe e mais um poste de Lula, vem atacando o Lava Jato. Haddad afirma que “milhões de empregos foram perdidos desnecessariamente”. Como assim Haddad? O desemprego está no nível que está pela lambança dos governos do PT e principalmente pelo governo de Dilma Rousseff.
Lula foi condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e os petistas com ele à frente repetem incansavelmente que foi golpe (ou melhor gópi, apud senadora petista Fátima Bezerra). Em artigo publicado em The New York Times, Lula escreveu que sua prisão foi “a ultima fase de um golpe em câmara lenta”.Ahh sem falar que o impeachment da Dilma também foi um golpe. Ou melhor, “gópi”.
Alguém duvida que o PT vai fechar a Caixa de Pandora aberta e passar por cima dos que julgam que os atacaram?
Muita força nesta terça!

Veja também:





Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...