terça-feira, 23 de outubro de 2018

'O ministro do Supremo soltou alguma nota sobre Zé Dirceu? Não, soltou o Zé Dirceu!', alerta jornalista


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O jornalista José Nêumanne Pinto questionou a reação do Supremo Tribunal Federal ao vídeo do deputado Eduardo Bolsonaro, lembrando que não houve reação comparável quando José Dirceu afirmou que queria tirar os poderes do Supremo: "a Suprema Corte continua dando os piores exemplos de como não se fazer Justiça no Brasil".

Nêumanne lembra que o vídeo de Eduardo Bolsonaro que foi "revelado", cinco meses depois da gravação, tem uma piada, mas não mais do que isso: "Ora, a piada pode não ser do melhor gosto; o uso do militar na piada piora muito. Mas e daí?". 

Leia também: 

O jornalista lembra que, embora agora fale em ameaça à democracia, o Supremo não reagiu à fala de José Dirceu: "o presidente do Supremo Tribunal Federal disse em nota que mexer no Supremo é mexer na democracia. Não é! O Supremo está longe de ser digno da democracia no Brasil. E eu tenho muitos exemplos para contar. O rapaz deveria ter tido um pouco mais de cuidado, mas muito menos cuidadoso do que ele foi o Zé Dirceu, que disse que ia acabar com o Poder Judiciário no Brasil. E qual foi a resposta?  O ministro do Supremo soltou alguma nota sobre Zé Dirceu? Não, soltou o Zé Dirceu!". 

Lembrando que José Dirceu já foi condenado diversas vezes e estava cumprindo uma pena de mais de trinta anos de cadeia, Nêumanne questionou: "E o que é que Dias Toffoli fez? Soltou! Zé Dirceu está passeando pelo Brasil, fazendo política pelo PT. E aí Dias Toffoli quer respeito pelo Supremo. Que respeito, se Zé Dirceu está solto? E disse que vai dar um golpe". 

Nêumanne conclui: "O filho do Bolsonaro não pode, mas o Zé Dirceu pode. Afinal, o Zé Dirceu é o merecedor das benesses e das mercês do presidente do Supremo".

Veja também: 








Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...