quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Deltan Dallagnol alerta para ‘batalha de vida ou morte da Lava Jato’


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, alertou que os envios de processos de políticos para a Justiça Eleitoral podem representar uma “batalha de vida ou morte da Lava Jato”. Dallagnol mencionou um processo contra o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o deputado federal Pedro Paulo, que foi enviado ao plenário do Supremo, para decidir se crimes comuns ligados a campanhas eleitorais devem ser decididos pela Justiça comum ou pela Justiça Eleitoral. Dallagnol alertou: “Esta é a nova batalha de vida ou morte da Lava Jato. Se o STF decidir que crimes de corrupção e lavagem devem tramitar na Justiça Eleitoral quando parte das propinas é investida em campanhas, toda a Lava Jato poderá ser anulada e a sangria estará estancada. Propinas iam para os bolsos dos corruptos e campanhas eleitorais. Na maioria dos casos não eram simples caixa 2, porque havia venda da função pública. O STF pode decidir que o juiz Sérgio Moro e a força tarefa jamais deveriam ter investigado/processado os crimes, por serem exclusivos da Justiça Eleitoral”.


Ouça: 


Leia também: 

Veja também: 












Correio do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...