sábado, 2 de março de 2019

Com Medida Provisória, Bolsonaro proíbe desconto do imposto sindical do salário dos trabalhadores


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Em Medida Provisória, o presidente Jair Bolsonaro disciplinou a cobrança da contribuição sindical, conhecida como imposto sindical, impedindo as empresas de descontarem o valor dos trabalhadores. O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, explicou que a Medida Provisória 873 “deixa ainda mais claro que a contribuição sindical é fruto de prévia, expressa e individual autorização do trabalhador”. Para Marinho, a edição da MP foi necessária devido ao “ativismo judiciário que tem contraditado o legislativo e permitido a cobrança”.   


Ouça: 


Embora a contribuição tenha deixado de ser obrigatória, diversas decisões judiciais permitiam que sindicatos obrigassem os trabalhadores a pagar, com base em “assembleias” que aprovavam a contribuição com uma pequena porcentagem de votos. Com a Medida Provisória, a contribuição só poderá ser paga pelo próprio trabalhador que contribuir com o sindicato, através de boleto, sendo proibido o desconto no salário do trabalhador. 

Leia também:

Veja também: 








Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...