segunda-feira, 25 de março de 2019

URGENTE: Últimas notícias do Governo Bolsonaro e momentos mais importantes de viagem ao Chile



Durante a visita do presidente Jair Bolsonaro ao Chile, destacaram-se diversos momentos que afiançaram a evolução e o estreitamento nas relações entre os dois países. O Chile foi o primeiro país da América do Sul visitado pelo presidente. 

Países da América do Sul dão primeiro passo rumo à criação de um novo bloco regional, denominado Prosul, com a assinatura da Declaração de Santiago no Chile.


Segundo o presidente Jair Bolsonaro, o bloco vem pra substituir a Unasul, criado em 2008.  “A Unasul é praticamente extinta no dia de hoje, falta prática e o Prosul está aparecendo. Nós não podemos admitir que as políticas dos países aqui sejam movidas por ideologias e só isso”, afirmou o presidente.

De acordo com o presidente chileno Sebastián Piñera, “o Prosul será um lugar para enfrentar problemas e assumir oportunidades" que fazem parte do contexto da realidade dos oito países signatários.

A Declaração Presidencial sobre a Renovação e o Fortalecimento da Integração da América do Sul, também conhecida como Declaração de Santiago, foi assinada em Santiago, no Chile, pelos  chefes de Estado de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai e Peru.

“Hoje foi um bom dia para a colaboração, o diálogo, o entendimento e a integração da América do Sul. Há mais de cinco anos, os presidentes não tinham tido, ainda, a oportunidade de se reunir para enfrentar os problemas do presente e assumir os desafios do futuro”, salientou Piñera.

Declaração de Santiago

A Declaração de Santiago estabelece que o fórum será implementada gradualmente e deve "ter uma estrutura flexível, leve, barata, com regras operacionais claras e um ágil mecanismo de tomada de decisão".

O documento também assinala que “este espaço abordará, de maneira flexível e com caráter prioritário temas de integração em matéria de infraestrutura, energia, saúde, defesa, segurança e combate ao crime, prevenção e manejo de desastres naturais".

Pelo acordo, o Chile assume a presidência pro tempore do fórum durante os próximos 12 meses, sendo substituído, em seguida, pelo Paraguai.

Com informações de NBR e Planalto
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...