sábado, 27 de abril de 2019

Senadoras defendem que presos tenham de trabalhar e pagar os custos da prisão - Debate



As senadoras Soraya Thronicke e Juíza Selma Arruda, do PSL - Partido do presidente Jair Bolsonaro -, juntamente com a senadora Simone Tebet e com os senadores Major Olímpio e Carlos Viana, defenderam que presidiários paguem os custos dos presídios e, ainda, trabalhem.


"O que o Senador Waldemir Moka quis com esse projeto, corretamente, sabiamente, foi exigir que também o rico que esteja preso, independentemente de trabalhar, contribua imediatamente com o Estado. Hoje um preso custa de R$2,5 mil a R$3,5 mil, a depender do presídio onde se encontra, se for um presídio estadual ou se for um presídio federal de máxima segurança. O que ele está dizendo no projeto? O preso, independentemente de trabalhar ou não, tem que pagar pelo seu custo, para sobrar dinheiro para a saúde, para a educação e até para a prevenção quanto aos nossos jovens", declarou Simone Tebet.

"Eu gostaria, Sr. Presidente, de exaltar aqui que esse assunto é muito caro para o nosso Governo, é muito caro para nós brasileiros, que bancamos isso, visto que um presidiário custa mais do que uma criança na escola. Esse é o investimento do povo brasileiro", destacou, por sua vez, a senadora Soraya Thronicke. Assista ao debate e manifeste a sua opinião.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...