sábado, 22 de junho de 2019

Ao lado de Sergio Moro, senador Delegado Alessandro escancara 'verdades inconvenientes' para petistas



Durante a participação de Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, em sessão da CCJ do Senado Federal, o senador Delegado Alessandro proferiu "verdades inconvenientes" para petistas que tentam macular a legitimidade da Operação Lava Jato pautando-se em supostas conversas vazadas após ataque hacker.

"A Operação Lava Jato não foi a primeira operação anticorrupção do Brasil. Pelo contrário: nós tivemos dezenas, ao longo de décadas. E a maioria delas, se não todas, acabavam sepultadas em brechas jurídicas ou em estratégias políticas, nos tribunais superiores ou coisa parecida", introduziu o parlamentar.

Em seguida, ele fez uma declaração contundente: "Neste momento específico, nós estamos falando de decisões e de ações por parte do então Magistrado Sergio Moro que serão objeto de centenas de recursos nas instâncias superiores. Nós estamos falando de condenados com condenação confirmada, alguns deles em quatro instâncias do Poder Judiciário. Os melhores advogados do Brasil, as bancas mais caras – e cabe perguntar, não se sabe ainda pagos como, de onde veio o dinheiro para pagar as melhores e mais caras bancas de advogados do Brasil, com acesso irrestrito aos tribunais, e ninguém aqui pode fingir inocência de não saber o nível de acesso que em Brasília se tem aos tribunais –, mesmo assim, as condenações, as decisões foram, em sua grande maioria, mantidas. Por quê? Porque as provas carreadas aos autos foram, como nunca antes, absolutamente sólidas".
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...