terça-feira, 25 de junho de 2019

Junto a Sergio Moro, senador aponta como apenas mentes 'bloqueadas' não enxergam crimes do PT



Durante a participação de Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, em sessão da CCJ do Senado Federal, o senador Arolde de Oliveira defendeu o ex-magistrado e a Lava Jato, apontando como apenas "mentes imunizadas intelectualmente" não enxergam os inúmeros crimes do PT, bem como o teor indiscutível das condenações nas mais diversas instâncias.

"Esses fatos, ao longo desses 5 anos, foram sendo comprovados não apenas pelas sentenças de V. Exa., no meu entendimento, mas principalmente pelos julgamentos colegiados, no TRF4 inicialmente e, depois, no Superior Tribunal de Justiça e até nos recursos que foram levados ao Supremo Tribunal, todos eles rechaçados, ou confirmadas as sentenças com pequenos ajustes até de condenação, de punição, mas todos por unanimidade. Então, essa é uma questão que deixa clara a importância do trabalho que V. Exa., com coragem, e a equipe, naturalmente, do Ministério Público e da Justiça iniciaram e trouxeram até aqui", relatou.

"É inquestionável o resultado: nós estamos aí com dezenas de pessoas condenadas na cadeia, e com condenações em instâncias colegiadas; as provas foram, e são, contundentes; recursos foram recuperados. Isso tudo... O estado de devastação em que essa onda de corrupção deixou o País é uma questão... Hoje nós estamos vivendo essa crise: a nossa maior empresa, que é a Petrobras, símbolo do País, está quebrada; os fundos de pensão que garantiam aos funcionários recursos para suas aposentadorias estão quebrados. Todas estas questões são reais. Quer dizer, somente mentes imunizadas intelectualmente não admitem esses fatos. Essa é uma realidade. É claro que isso foi uma mudança muito radical e contrariou interesses poderosos dentro e fora do País", complementou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...