domingo, 30 de junho de 2019

Senador Bittar escancara teor criminoso de ataque hacker contra Sergio Moro e ministro de Bolsonaro se pronuncia



O senador Márcio Bittar aventou a existência de um plano para destroçar Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, mediante ataque hacker e vazamento de supostas mensagens de membros da Operação Lava Jato.

"Ministro Sérgio Moro, eu entendo que nós estamos, Ministro, diante de um crime claro e de um escândalo. Qual é o crime? O crime claro é que marginais invadiram e 'hackearam' o celular de autoridades no Brasil. Esse é o crime claro, de que não há dúvida. Repetindo: criminosos quebraram o sigilo, invadiram telefones celulares de pessoas que são importantes na República. Quando acontece isso com um Ministro, o que se dirá de uma pessoa simples, humilde? Ela está completamente desprotegida. Esse é o crime que não provou nada. É um amontoado de palavras, de frases que não provam nada, mas que tem, Ministro, o claro objetivo de criar uma revanche às operações de combate à corrupção no Brasil", assestou.

"E qual é o escândalo? O escândalo é este: é a partir de um crime cometido, se querer... A retórica é assim: 'Eu não estou aqui...'. Esta é a retórica: 'Eu não estou aqui contra a Lava Jato. Não se trata aqui de questionar as decisões da Lava Jato'. Lógico! ninguém vai dizer na televisão que é contra a Lava Jato. Mas isso é retórica, porque, a partir dessa retórica, abandona-se o fato de que foi cometido um crime e passa-se a agredir a Lava Jato, passa-se a achar que esse fato, que é um crime, é um fato que deve questionar as decisões da Lava Jato", asseverou.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...