domingo, 23 de junho de 2019

Sergio Moro desmonta factoide sobre a procuradora Laura Tessler e desnuda método espúrio de difamação



No decurso da participação de Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, em sessão da CCJ do Senado Federal, o ministro retrucou factoides concernentes a supostas mensagens hackeadas que revelariam uma interferência no Ministério Público.

Nesta oportunidade, Sergio Moro demonstrou o sensacionalismo e o teor de factoide no que toca a mensagens que teriam criticado a postura da procuradora Laura Tessler. 

"O exemplo que V. Exa. colocou é um claro exemplo de um factoide. Eu não me recordo especificamente dessa mensagem, mas o que consta no texto específico divulgado pelo site é uma referência de que determinado Procurador da República não tinha um desempenho muito bom em audiência e para dar uns conselhos para melhorar. Em nenhum momento no texto – V. Exa. pode ler o texto novamente integralmente –, há alguma solicitação de substituição daquela pessoa. Tanto que essa pessoa continua e continuou realizando audiências, realizando atos processuais até hoje dentro da Operação Lava Jato. Então, assim, o juiz eventualmente comentar para um advogado na audiência ou para um procurador: 'Olhe, profissionalmente, vou lhe dar um conselho: faça assim, não faça assado", como isso pode ser considerado alguma coisa ilícita?", replicou Moro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...