domingo, 14 de julho de 2019

Deputados esquerdistas tentam humilhar Bolsonaro com moção na calada da noite e são confrontados - Carla Zambelli, Francischini, Filipe Barros



Enquanto parlamentares de esquerda tentavam aprovar uma moção de repúdio contra o presidente Jair Bolsonaro, os deputados Felipe Francischini, Filipe Barros, Heitor Freire e Carla Zambelli, do PSL - partido do presidente Jair Bolsonaro -, retrucaram e tentaram impedir o que foi qualificado como uma "manobra". A situação deu origem a um tumulto na CTASP da Câmara dos Deputados.

"Na calada da noite, agora, querem aprovar uma moção de repúdio ao presidente Jair Bolsonaro. É triste nós constatarmos essa manobra. Regimental, é verdade, mas não deixa de ser uma manobra. Para aprovar essa moção de repúdio sem pé nem cabeça contra o presidente da República. Cansei de receber quando era vereador. Sabe o que fiz? Emoldurei todas! (...) Não quero acusar ninguém de estar fazendo manobras, mas é isso que estamos constatando no dia de hoje", retrucou o deputado Filipe Barros.

Carla Zambelli, por sua vez, assestou: "Vocês agem de forma baixa. Vocês todos. Quem fez o conluio para votar uma nota de repúdio contra o presidente Jair Bolsonaro? Vocês não têm o mínimo de respeito por essa casa!".

Heitor Freire, por sua turno, afiançou: "Estão com problema de interpretação. O que eu acredito é que isso é fruto da educação Paulo Freire, a qual produziu muitos analfabetos funcionais. Ficam com dificuldade de interpretação de texto".
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...