sábado, 17 de agosto de 2019

Senador denuncia covardia do Senado diante de 'Ditadura da Toga' e conclama a população a acordar contra momento gravíssimo no Brasil - Lava Toga, Impeachment



Em pronunciamento no Senado Federal, o senador Eduardo Girão denunciou a emergência de uma "Ditadura da Toga" no arranjo institucional do Brasil. Neste contexto, ele assestou a covardia do Senado Federal por não se levantar contra abusos e avaliar a CPI da "Lava Toga", além de não deliberar sobre o impeachment de ministros do STF.

"O que dizer da decisão do Presidente do Supremo Tribunal Federal, que, em caráter liminar, suspendeu o uso de informações de órgãos de controle, como o coaf e a Receita, sem autorização judicial, medida que pode beneficiar o crime organizado e suas facções? Ou daquela emanada por outro Ministro da Suprema Corte, que blindou 133 influentes contribuintes, com rendimentos suspeitos de fraude, inclusive Ministros do próprio STF e seus familiares", aventou Girão.

"Gente, vamos acordar! Vamos acordar! Está acontecendo uma ditadura da toga no nosso País, ditadura, que passou dos limites, dos limites. Não estão nem aí para o que você, que está nos ouvindo, está pensando; não estão nem aí, porque é intocável. Eles se acham intocáveis, estão acima da lei, fazem o que querem", conclamou o senador.

"Este Senado se acovarda porque não avalia CPI's, não delibera sobre pedido de impeachment, que são caríssimos, pedidos de impeachment inclusive de ação popular. Não dá. Ou a gente age agora, com firmeza, pelo Brasil ou nós podemos dar passos para trás", desabafou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...