domingo, 11 de agosto de 2019

Senador Kajuru desafia a cassarem seu mandato e o colocarem na cadeia ao falar sobre regalias milionárias



Em discurso no Senado Federal, o senador Jorge Kajuru expôs os valores bilionários consumidos com a manutenção de funcionários públicos no país e realizou um desafio. "E se houver aqui uma só mentira, por favor, ponham-me na cadeia e cassem meu mandato: um gasto com servidores que vai a R$928 bilhões – bilhões! – e atinge o maior patamar da história", asseverou.

Ele frisou diferenças salariais quando da comparação com a iniciativa privada, além de propor soluções.

"O que é muito claro é a vantagem salarial do funcionalismo sobre os trabalhadores da iniciativa privada. Em um cálculo do Banco Mundial, a diferença de remuneração entre os setores, no Brasil, os dois setores, chega a 67%, a maior num grupo de 53 países pesquisados pelo organismo. Embora as comparações diretas sejam difíceis, dadas as peculiaridades das carreiras estatais, a instituição encontrou discrepâncias de mais de 200% nos salários iniciais de profissionais de formação semelhante, considerando valores pagos pela União. Em valores de 2016, o salário esperado no setor privado de um advogado sênior, com oito anos ou mais de experiência, era de R$7,1 mil. Já na Advocacia-Geral da União pagava-se mais de R$18 mil mensais", relatou.

"A pesquisadora Thaís Barcellos, da consultoria IDados, usou o cadastro da Rais, que contempla apenas o emprego formal, para constatar que a diferença entre um setor e outro cresceu ao longo do decênio 2007-2017. Na média geral, ela saltou de 72,6% para 84,4% no período. A vantagem aumentou entre os trabalhadores de maior escolaridade (nível médio e superior), tendo caído entre os de nível fundamental. Para concluir: na pesquisa de emprego do IBGE, o rendimento médio mensal dos servidores estatutários e militares é de R$4.235, quase 95% superior aos dos celetistas (R$2.175) e o triplo do recebido pelos assalariados sem carteira (R$1.390)", assestou Kajuru.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...