terça-feira, 20 de agosto de 2019

Senadores se unem por impeachment de ministros do STF, CPI Lava Toga e convocam para manifestação



Em pronunciamento no Senado Federal, os senadores Eduardo Girão e Álvaro Dias aventaram as mobilizações da sociedade brasileira em prol do fim do foro privilegiado, contra a lei de "abuso de autoridade" e a favor da CPI da "Lava Toga" e da análise do impeachment de ministros do STF.

"Senador Álvaro Dias, o que acontece é que o povo brasileiro perdeu a paciência. Para mim está muito claro. Cheguei aqui há seis meses e nesses seis meses o povo brasileiro teve uma expectativa, uma esperança de que esta Casa, o Senado Federal faria a sua parte nesse processo de limpeza, nesse processo de busca pela transparência, pela ética, pela verdade. E o fato é que nós estamos nos apequenando aqui nesta Casa, Senador Paulo Paim. Nós temos uma prerrogativa, e aí eu entro no terceiro item, na terceira pauta dessa manifestação importantíssima, fundamental, crucial, que o povo brasileiro vai fazer no dia 25 de agosto, no próximo domingo, em todo o País", asseverou Girão.

"O item 3, rememorando aqui: 1. Fim do foro privilegiado; 2. a gente não pode esquecer o veto integral a esse projeto de lei aprovado vergonhosamente na Câmara dos Deputados que é o abuso de autoridade porque é um abuso mesmo; E o item 3, que é uma prerrogativa nossa. Isso não dá para transferir para o Executivo, não dá para transferir para outra esfera que não seja o Legislativo e é o Senado, que é a CPI da Lava Toga, que são os impeachments de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal. Existem fatos determinados que precisam de uma averiguação e esta Casa precisa ter uma postura que não seja, Senador Confúcio, a omissão", declarou o parlamentar.

"Não dá mais para esperar. Nós estamos num momento chave no combate à corrupção no Brasil. O povo brasileiro, de cinco para cá quando começou essa Operação Lava Jato, voltou a vibrar, voltou a acreditar no seu País e ter a ideia da esperança, dessa energia de patriotismo de que finalmente os criminosos de colarinho branco, sejam políticos, sejam empresários, fossem efetivamente punidos. Um exemplo, mas nós estamos, como bem colocou o Senador Alvaro Dias, com esse tabuleiro sendo modificado de uma forma perigosa, como foi na Itália, na Operação Mãos Limpas. O Brasil está correndo esse risco e é muito importante que a população tome consciência disso e se manifeste", ressaltou ele.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...