sábado, 10 de agosto de 2019

URGENTE: Bolsonaro 'chuta o balde' sobre Adélio, mandantes, Marielle Franco, jornalista morto e Celso Daniel



Em coletiva de imprensa, o presidente Jair Bolsonaro abriu o jogo no que concerne aos casos Celso Daniel e Adélio Bispo, além de mencionar Marielle Franco e o jornalista Santiago.

"Estou esperando uma pergunta sobre o Adélio. Adélio tentou me matar. Vão me perguntar sobre o Adélio? Vocês já publicaram que foi a OAB que entrou com mandado de segurança para não entrar no telefone de um dos advogados? Vocês sabiam que, no dia seguinte à facada, quatro advogados de pedigree, sendo um de avião, foram para Juiz de Fora defender o Adélio? Defender o Adélio ou os mandantes do crime? Tem de ser muito picareta, sem caráter, para achar que os advogados estavam defendendo o Adélio", atestou o presidente.

"Ele vai ser o caso Celso Daniel. Mandei um recado. Ele vai ser o caso Celso Daniel. A convicção é que foi um grupo que o eliminou porque não queria mais dar propina de ônibus para os governos do PT na época. (...) O cara em uma Pajero blindada. A Pajero tranca, desce o vidro, é sequestrado. O garçom, coitado, foi morto. Até o legista foi executado. Nove pessoas morreram. Pouco se fala sobre esse caso", ressaltou.

"Alguém lembra do caso Santiago? Aquele jornalista que foi morto por um rojão no Rio de Janeiro? Imediatamente, apareceram advogados para defender os dois moleques. Não foi para defender. É porque receberam dinheiro. Não para praticar o assassinato, mas para praticar vandalismo. Estou conversando com vocês numa boa", asseverou o chefe de Estado.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...