domingo, 6 de outubro de 2019

Presidente Bolsonaro revela carta que recebeu de vizinho de cela de Adélio, se pronuncia sobre mandante e expõe estratégia jurídica



Em entrevista para jornalistas concedida no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro pronunciou-se a respeito do caso Adélio e de sua estratégica jurídica com vistas a identificar um possível mandante. O presidente revelou que recebeu uma carta com informações valiosas de um vizinho de cela de Adélio Bispo. No ensejo, ele abordou, ademais, suas perspectivas no que toca à atividade de garimpo.

"Pela gravidade do caso, estou muito bem. Se fosse uma pessoa normal, sedentária, teria morrido. Se não tivesse, por coincidência, a equipe reunida lá e o médico, teria morrido. Estamos atrás de quem foi o possível mandante", encetou Bolsonaro.

"Se você é uma pessoa normal, seria julgado e condenado a 5, 6 anos de cadeia. Já estaria na rua agora. No momento, está condenado a viver em um manicômio judicial até a morte. A Polícia Federal fez uma busca e apreensão no escritório do advogado. Não justifica 4 advogados, ainda alegaram questão humanitária. Para mim, não interessa mais se ele é maluco ou não. Tem informes de que ele reage a medicamentos e tem medo de ser morto", asseverou o chefe de Estado.

"Recebi uma carta do vizinho de cela dele com informações que indicam que ele não perdeu a sanidade e indicando um possível mandante", acrescentou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...