sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Bolsonaro retruca 'imprensa que não cansa de mentir' e expõe 'caixa-preta' do BNDES com presidente do banco



Para sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro convidou o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Bolsonaro contou que pediu a Montezano para trazer quatro “esqueletos” do banco e expor aos brasileiros o que foi feito em gestões anteriores. Bolsonaro enfatizou que a “caridade com dinheiro alheio” começava no Parlamento.

O presidente falou sobre a queda dos juros, lembrando que o aumento de juros em governos anteriores levou a um acúmulo da dívida interna que paralisava o país. Bolsonaro disse que o país paga mais de 1 bilhão de reais por dia em juros, e que, com a queda dos juros, economizará 110 bilhões no próximo ano. O presidente da Caixa relatou que os juros do crédito imobiliário já caíram de 9% para 6,5%, e que os juros do cheque especial também caíram pela segunda vez este ano, e, mesmo assim, o banco está tendo grandes lucros.

O presidente do BNDES afirmou que colocou cinco metas para sua gestão. Montezano explicou como o cidadão comum pode acessar os dados da “caixa-preta do BNDES”, agora disponíveis para consulta no site do banco. Como exemplo, Montezano relatou que Cuba deve dar um calote dos valores “emprestados” para a construção do porto de Mariel, e que essa conta será paga por todos os brasileiros.

Bolsonaro falou sobre a aprovação do pacote anticrime no Congresso, apontando que se sente disposto a vetar o artigo que aumenta a pena para crimes de calúnia praticados pelas redes sociais. O presidente também desmentiu fake news, dizendo: “essa imprensa não cansa de mentir”. E acrescentou: “é mentira em cima de mentira. Lamentavelmente, grande parte de nossa imprensa se presta a isso”.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...