sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Ministro de Bolsonaro, Tarcísio expõe o que está por trás de ameaça de greve de caminhoneiros, mostra relação inédita e aponta solução inovadora



Em coletiva de imprensa, Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura do Governo Bolsonaro, pronunciou-se a respeito das relações com os caminhoneiros, abordou a relação inédita que está sendo construída pelo ministério e apontou motivações político-partidárias em setores minoritários que ameaçam com greves. 

"Deixa eu falar dos caminhoneiros. É o seguinte: o ano todo, a gente negociou com os caminhoneiros. Negociou bastante. Os caminhoneiros têm meu telefone pessoal, falo com eles todos os dias, estou em vários grupos de Whatsapp dos caminhoneiros", encetou o ministro.

"Eles têm tido uma paciência muito grande. Eles têm aguardado as nossas ações. A gente tem construído uma agenda em conjunto. Os fóruns são vivos por causa disso. A gente consegue preparar o fórum, debater caminhos e construir soluções", acrescentou.

"Eles participaram muito e ofereceram soluções para o trabalho feito. Vamos incorporar soluções dadas pelas categorias. Converso com lideranças todos os dias. Os líderes estão entendendo o esforço. Estão comunicando isso para as suas bases. Saiu hoje uma nota da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos repudiando qualquer tipo de movimento de paralisação. O que a gente vê, às vezes, um ato isolado. De pessoas que precisam se afirmar. Que buscam na categoria outro tipo de interesse, manifestações que têm cunho mais político-partidário, sindical. Não tem a ver com o pleito da categoria. Não teve, não tem e não terá adesão. A categoria está entendendo que o ministério abriu as portas para o diálogo de uma maneira como nunca se abriu. Vem aqui, tem a porta aberta, a gente constrói as soluções para os problemas", aferiu Tarcísio.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...