domingo, 8 de dezembro de 2019

Sergio Moro aponta necessidade urgente e importância de manifestações contra a impunidade e pela Lava Jato - Gov. Bolsonaro/2ª Instância



Em pronunciamento na ALEP a convite do deputado estadual Delegado Francischini, Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, desabafou a respeito de casos em que sente vergonha do sistema de Justiça brasileiro. No ensejo, Moro assestou a urgência da prisão após condenação em segunda instância.

"Gostaria de fazer um especial agradecimento aos apoiadores, às pessoas que vão às ruas defender a Lava Jato, as causas da Justiça, da Segurança Pública. Fazem manifestações pacíficas. Nós sabemos como é difícil sair da zona de conforto. Todos temos nossos trabalhos, nossos afazeres, temos um tempo de lazer 'contado'. Sabemos como é difícil sair às ruas para protestar por uma boa causa", declarou.

"Tenho certeza de que a Lava Jato não conseguiria ter levado tantas pessoas para efetivamente responderem por seus crimes se não fossem essas manifestações populares a favor. Muito obrigado por isso", acrescentou ele.

"Normalmente, quem se serve do sistema sem a prisão após a condenação em segunda instância é o crime de colarinho branco, mas não se restringe a ele. Respeitamos a decisão do STF, mas é legítimo que o Congresso, devido às aspirações da sociedade, altere a norma. Isso é urgente!", asseverou o ministro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...