terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Acusou Sergio Moro de crime e passou vergonha: O dia em que deputada do PSOL passou dos limites [2019]



Repercutiu no debate público nacional a contundente resposta de Sergio Moro, ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, após acusações infundadas de supostos atos criminosos por Talíria Petrone, deputada do PSOL. O ministro realizou seu pronunciamento durante debate ocorrido na Câmara dos Deputados, em 2019, por ocasião do vazamento de mensagens privadas após ataque realizado por hackers.

"Minha compreensão foi que, assumindo uma posição forte dentro do Poder Executivo, eu estaria em melhores condições de barrar qualquer espécie de tentativa de retrocesso. E não quero só barrar o retrocesso, quero avançar. E temos avançado. Não só contra a corrupção, mas contra o crime organizado e o crime violento", encetou ele.

"Temos estatísticas que revelam uma queda de 23% nos assassin*** no país. Estatísticas mesmo de outros institutos que são não muito amigáveis ao governo revelam que essa queda progride e é substancial em todo o país em vários outros índices de criminalidade", salientou Moro.

"Nós isolamos as lideranças da maior organização criminosa do país. A mais perigosa. Fizemos isso após 12 anos que eles deveriam ter sido isolados. Há um aumento do número de prisões, de apreensões, operações de erradicação de drogas em países vizinhos, estamos aumentando o número de policiais. Estamos trabalhando firmes seguindo o compromisso que assumimos com o senhor presidente", frisou o ministro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...