sábado, 25 de janeiro de 2020

Paulo Guedes alerta para 'farra' de fundos: 'pirata privado, criatura do pântano e burocrata mal-intencionado'



Em coletiva de imprensa voltada a esclarecimentos a respeito de projeto para um novo pacto federativo, Paulo Guedes, ministro da Economia do Governo Bolsonaro, revoltou-se ao abordar a "máquina" que domina os cidadãos brasileiros. O evento ocorreu em 2019.

"O nosso plano é permitir a criação de um marco institucional para 100 anos. Um marco institucional de referência. O terceiro capítulo eram as desvinculações dos fundos. Falamos sobre isso. Bilhões e bilhões empossados por aí. A cada ano, 16 bilhões, vai acumulando. O total chega a R$220 bilhões. Nossa dívida já passou dos R$5 trilhões quando deveríamos usar isso, reduzir dívidas", encetou o ministro.

"Essencialmente, melhorar a alocação de recursos públicos. Já dissemos como exemplo: juntou um pirata privado, uma criatura do pântano e um burocrata mal-intencionado. Aprovaram um fundo 30, 40 anos atrás. Um morreu, um fugiu para Miami e outro vive em Portugal, mas o fundo está aí até hoje", desabafou Paulo Guedes.

"A classe política tem a responsabilidade e terá a competência de reexaminar todos esses fundos. Podem ter sido criados por influências que não eram republicanas, vamos reexaminar esses fundos. Desativa o que tiver que desativar. Depois, entramos no quarto capítulo: descentralização dos recursos, descarimbar, democracia verdadeiramente participativa", salientou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...