domingo, 19 de janeiro de 2020

Paulo Guedes fala sobre 'emagrecimento radical' de funcionários públicos, China e injustiça em impostos



Por ocasião de pronunciamento durante cerimônia de transmissão de cargo no Banco Central, ocorrida em 2019, Paulo Guedes, ministro da Economia do presidente Jair Bolsonaro, fez uma explanação a respeito da carga tributária, da redução da máquina pública e das aberturas econômicas em sua gestão.

"Há o custo da máquina em si. Há informações reconfortantes: 50% se aposentam nos próximos 4 ou 5 anos. Então, se digitalizar, começar a trabalhar a coisa direito, vai dar uma emagrecida boa no setor público brasileiro, o que é bom", encetou ele.

"É um desafio de produtividade, de eficiência, de digitalização. Vamos nessa direção também, é o custo da máquina. Além disso, há a reforma dos impostos. O Brasil está asfixiado pela complexidade do sistema tributário. Quando você chega a um lugar e tem R$1 trilhão de contencioso de impostos e mais R$300 bilhões de desonerações, tem algo errado. Tem dois tipos: o que não paga e o que tem lobby para conseguir não pagar", explicou o ministro.

"Vamos também abrir a economia, mas é aquilo: não dá para abrir com 50 impostos diferentes, juros altos. Seria condenar o brasileiro a virar um churrasquinho de chinês", realçou Guedes.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...