quinta-feira, 5 de março de 2020

Deputada de Bolsonaro 'esfrega verdades' em ex-presidente do PT na CPMI Fake News - Caroline de Toni e Rui Falcão



Em participação na CPMI Fake News, também conhecida como "CPI da Censura", a deputada federal Caroline de Toni criticou severamente o andamento da comissão e assestou a existência de manipulações e distorções com o intuito de macular o Governo Bolsonaro.

"Nós estamos há seis meses, prestes a completar seis meses desta CPI e mais uma vez a gente tem uma sessão que não está levando a lugar nenhum. Estamos perdendo aqui nosso tempo, jogando dinheiro público no lixo com tudo que está empregado aqui para constituir uma comissão, até nosso tempo como Deputados, Senadores, assessoria, até a imprensa aqui também. E isso custa caro para o contribuinte, enquanto lá fora o Brasil espera por resultados, por trabalho e por prestação de serviços à Nação", aventou ela.

"Vamos falar a verdade. O que a oposição e a esquerda esperavam desta CPI era para poder botar a mão nas conversas privadas dos seus adversários e desafetos. Inclusive, é o que a gente vê da maior parte dos requerimentos que foram protocolados, que visam meramente violar inclusive a privacidade de pessoas idôneas, cujo único pecado teria sido apoiar o Presidente Bolsonaro", denunciou a parlamentar.

"Inclusive, a prova disso eu tenho aqui numa estatística que eu pedi para a assessoria levantar. Das quinze reuniões de oitivas que nós tivemos aqui, com base nos requerimentos protocolados, foram apenas quatro oitivas pedidas por quem é a favor do Governo e 21 oitivas da oposição, o que demonstra também a parcialidade da condução dos trabalhos desta CPI. Por que tanta desproporcionalidade e disparidade? Por que a oposição ouviu 21 pessoas e nós, apenas quatro, se a gente fez vários requerimentos? Tudo induz aqui. Então, esta CPI parece um daqueles casos clássicos em que a gente tenta usar o aparato estatal para fabricar factoides, para censurar, para controlar as redes, as mídias, para inclusive tentar incriminar levianamente adversários políticos na ânsia por derrubá-los, na ânsia, como temos dito sessão após sessão, de fazer um terceiro turno da eleição do Presidente porque a oposição não admite que perdeu nas urnas", asseverou.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...