terça-feira, 24 de março de 2020

Ministro de Bolsonaro, Mandetta adverte para ações desesperadas que sabotam o combate à crise



Em pronunciamento, Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde do Governo Bolsonaro, advertiu para ações desesperadas que acabam por sabotar o combate à situação de crise que atravessa o Brasil.

"Dependendo do momento, tudo é essencial. Nessas paralisações, eu tenho dito: 'Calma'. Precisa de planejamento. Há lugares que pararam tanto que não tinham mecânicos para consertar e fazer a manutenção de equipamentos, de determinadas máquinas hospitalares", encetou ele.

"Insumos, necessidades prementes que temos no dia a dia de unidades de saúde, manutenção de água e esgoto. A vida não se resume a uma doença. O sistema de saúde continua funcionando. As pessoas continuam tendo outros problemas, continuam precisando de acesso por causa dessas doenças crônicas, precisam manter seu organismo", advertiu Mandetta.

"Nós vamos gradativamente medindo o impacto dessas ações. É preciso ter inteligência, equilíbrio, bom senso. Vamos atravessar isso. Estamos monitorando São Paulo muito de perto. O Ministério da Saúde já começa a padronizar. Pesquisa é uma coisa, uso é outra. A ciência vai seguindo o seu passo, o seu ritmo. A gente já consegue falar em respiradores, produção de 3 mil, 4 mil por mês, fazer duplicação na saída. Em saúde, a primeira faculdade de um cirurgião é ser calmo", salientou ele.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...