sexta-feira, 17 de abril de 2020

Na posse do novo ministro, Bolsonaro pede visão global dos problemas dos brasileiros e apela contra abusos de governadores e prefeitos





Durante a cerimônia de posse do novo ministro da Saúde, dr. Nelson Teich, o presidente Jair Bolsonaro discursou, lembrando que um ministério é uma equipe que deve trabalhar junta. Bolsonaro disse: “sempre falei que o nosso ministério é um time, e em um time, de vez em quando, alguns jogadores são substituídos. Pode ser por cansaço; ou por que precisamos modificar o placar. Mas não há demérito para ninguém na substituição”. 




Bolsonaro apontou que, desde o início da crise, defendeu a abertura da atividade econômica, pois o efeito dos remédios não pode ser pior do que a doença. E lembrou que, como presidente, tem que manter uma visão mais ampla do que a de cada ministro, tomando decisões para a totalidade dos cidadãos do País. 

O presidente mencionou os lamentáveis episódios em que pessoas foram detidas ou presas por ordens de governadores e prefeitos. Bolsonaro disse: “eu não consigo entender isso aí. Não concordo com isso. Pena que eu não possa intervir nisso aí. Porque o STF decidiu que as medidas restritivas que têm que ser respeitadas são aquelas de governadores e prefeitos. Essas prisões, mais que ilegais, atingem a alma de cada cidadão brasileiro”. Bolsonaro acrescentou: “não vou pregar desobediência civil, mas medidas como essas têm que ser rechaçadas por todos nós”. 

O presidente elogiou a coragem do novo ministro da Saúde e agradeceu pela disposição em ajudar o Brasil. 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...