quinta-feira, 28 de maio de 2020

Bolsonaro publica vídeo antigo de Alexandre Moraes, do STF, e manda recado





O presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo com um trecho de um julgamento do Supremo Tribunal Federal, em 2018, em que os supremos ministros decidiram, por unanimidade, retirar um trecho da lei eleitoral que proibia sátiras políticas no período pré-eleitoral. 




No trecho do vídeo, o ministro Alexandre de Moraes, que hoje mandou invadir casas e apreender eletrônicos de cidadãos que o criticaram, diz: “Quem não quer ser criticado, quem não quer ser satirizado, fique em casa, não seja candidato, não se ofereça ao público, não se ofereça para exercer cargos políticos. Essa é uma regra que existe desde que o mundo é mundo. Querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção estatal na liberdade de expressão é absolutamente inconstitucional”.

O vídeo também tem um trecho da intervenção da ministra Carmen Lucia, que disse: “É uma censura prévia e a censura é a mordaça da liberdade. Quem gosta de mordaça é tirano. Quem gosta de censura é ditador”.

O presidente Jair Bolsonaro também disse: “Estamos trabalhando para que se faça valer o direito à livre expressão em nosso país. Nenhuma violação desse princípio deve ser aceita passivamente!”. 

Pouco mais cedo, Bolsonaro havia dito: “Ver cidadãos de bem terem seus lares invadidos, por exercerem seu direito à liberdade de expressão, é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...