segunda-feira, 15 de junho de 2020

Ativista Sara Winter é presa em Brasília por ordem de Alexandre de Moraes





A ativista Sara Winter, líder do grupo “300 do Brasil”, que estava acampado em Brasília em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, foi presa nesta manhã. A prisão foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Há ainda mandados de prisão para cinco outros integrantes do grupo, cujo acampamento foi desmontado pela polícia do Distrito Federal. 


Após ser expulso do acampamento, o grupo “300 do Brasil” participou de uma manifestação no Congresso Nacional e, mais tarde, de outra manifestação nas proximidades do Supremo Tribunal Federal, com fogos de artifício. 


No mês passado, a ativista Sara Winter teve sua casa invadida e bens apreendidos no âmbito do chamado “inquérito de Toffoli”, conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes. A prisão, no entanto, foi decretada em outro inquérito, que investiga protestos supostamente antidemocráticos. 

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, comentou: “A esquerda comemora a prisão de Sara Winter. A mesma esquerda que se cala diante da libertação de mais de 30 mil presos pelo Judiciário, sendo que alguns estão nas ruas cometendo crimes, como o assassinato de mulheres. Para a esquerda, crime é ter opinião diferente da deles”.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...