segunda-feira, 1 de junho de 2020

Deputado de Bolsonaro, Otoni denuncia golpe e escancara suspeição de Celso de Mello, ministro do STF



Em pronunciamento ao vivo, o deputado federal Otoni de Paula, assestou a existência de uma trama para cassar a chapa do presidente Jair Bolsonaro e do general Mourão, vice-presidente da República. No ensejo, ele explicou a condição de suspeito de Celso de Mello, ministro do STF.

"Qualquer juiz - esse é um princípio básico do direito - que emita uma opinião sobre o réu, sobre alguém cujo inquérito, cuja vida, cuja decisão do futuro dessa pessoa esteja em suas mãos e vá a público emitir uma opinião pessoal sobre o réu, ele é imediatamente declarado sem ter condições de tocar aquele devido processo. O processo foi contaminado por uma opinião pessoal do magistrado. Isso é um dos princípios da impessoalidade", encetou ele.

"Eu não posso ser julgado por alguém que já tem uma opinião formada sobre mim, por alguém que não se detém aos autos do processo. É um princípio básico. O ministro Celso de Mello vem, há muito tempo, emitindo a sua opinião sobre o presidente Bolsonaro. Agora, por último, ele não assusta o país porque, na verdade, a mídia está aparelhada, comprada. O sistema está comprado. Estão todos fazendo parte de um mecanismo para derrubar Bolsonaro", denunciou o parlamentar.

"O ministro tem opiniões caluniosas sobre o presidente da República, Jair Bolsonaro. Não há como se respeitar ou exigir que o povo respeite uma Suprema Corte cujo juiz que é o decano, o mais velho, consegue fazer formulações cheias de discriminação pessoal - ao presidente e àqueles que defendem a democracia. Como exigir respeito ao STF?", prosseguiu Otoni.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...