quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Juristas apontam ‘absurdos’ do STF: ‘tem que pedir a Deus que Bolsonaro faça as escolhas certas’



Durante uma live realizada para o lançamento do livro “O inquérito do fim do mundo - o apagar das luzes do Direito Brasileiro”, os juristas Ludmila Lins Grilo e Rogério Greco apontaram os problemas da atual composição do Supremo Tribunal Federal e questionaram a narrativa de que a revolta contra atos de ministros poderia ser considerada “antidemocrática”. 

O jurista Rogério Greco apontou que a atual composição do Supremo vem tomando decisões sem sentido. Segundo o jurista, os ministros assumiram poderes que vão muito além das atribuições do Tribunal, e por isso se sentem à vontade inclusive para instaurar inquéritos ilegais. 

Segundo Greco, enquanto não houver mudanças na composição da Corte, a situação vai perdurar. O jurista disse: “A gente tem que pedir a Deus que o Bolsonaro faça as escolhas certas”. Greco e a juíza Ludmila Lins Grilo apontaram que a população se revolta contra os excessos dos indivíduos, e que essa revolta não se dirige às instituições. 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...