segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Senador Arolde confronta arbitrariedades do STF, aponta ilegalidades e alerta: ‘É Bolsonaro ou comunismo’






O senador Arolde de Oliveira, alvo dos inquéritos conduzidos por Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, teceu diversos comentários sobre a atuação dos membros de tribunais superiores, com usurpação de poderes. O senador Arolde cobrou a atuação do Senado, única instituição que pode exercer controle sobre o STF. 


Leia algumas declarações do senador Arolde de Oliveira.

Conforme o senador, “é preciso fazer uma reflexão contextualizada sobre a carga de decisões monocráticas de ministros do STF, onde, salvo melhor juízo, existem indícios de abuso de autoridade, ilegalidades e direcionamentos políticos sinalizando para a quebra da independência e da harmonia entre os Poderes da República”.

O senador se manifestou sobre o “PL da Censura”: “Com nome fantasia de combate à Fake News o PL 2630 estabelece o controle da internet. Diz combater a mentira para calar a verdade que aterroriza comunistas e corruptos, porque a internet livre não admite esquecimento. É um atentado à liberdade de expressão e de comunicação que os Deputados deverão rejeitar na Câmara ou estarão eliminando a única forma de comunicação acessível e assinando a sentença de morte de suas reeleições em 2022”.

Oliveira também criticou a tentativa de criar nova legislação no TSE, dizendo: “Abuso de poder religioso é uma tentativa de calar 70 milhões de brasileiros Evangélicos. É ação dos comunistas globalistas da nova ordem mundial. Ditadura global onde o homem integral é reduzido às suas necessidades básicas fisiológicas. Orar e vigiar e vigiar e orar”.

Após o ministro Alexandre de Moraes dar uma ordem para que o Facebook censure apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em todo o mundo, o senador disse: “Mais uma violência praticada contra a Liberdade de Expressão no bojo do absurdo inquérito das fake news. O silêncio prolongado do Senado pode acabar sendo interpretado como omissão. E lembro que omissão gera interpretações com viés de cumplicidade. Não aceito esse carimbo”.

O senador Arolde de Oliveira viu, na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo presidente Jair Bolsonaro, um início de reação: “A AGU, em peça magistral solicitada pelo Pr. Jair Bolsonaro, protocola ADI no STF, questionando a censura à Internet. Começa a reação às decisões ilegais de ministros do Supremo. Medida Constitucional como outras previstas: GLO, Estado de Defesa e Estado de Sítio”.

Sobre a denúncia feita pelo jornalista Allan dos Santos, Arolde afirmou: 

Se a denúncia de Allan dos Santos tiver viés de verdade alguns togados estarão em maus lençóis. Os Órgãos de Inteligência já devem estar em campo e as próximas horas poderão ser preocupantes. Se for mentira o descrédito irá além do próprio denunciante. Alerta máximo Brasil.

Os indícios de provas apresentados por Allan dos Santos parecem ser suficientes para a AGU requerer investigação junto à PGR. Se o Serviço de Informações do Planalto sabia ou não sabia dos fatos ficou irrelevante, a denúncia criou a oportunidade para ação formal. Tensões...

Ficou claro que a denúncia do Allan dos Santos se encaixa no perfil da CPMI, do Inquérito e da Lei das Fake News, que buscam criar provas para cassar o Presidente Jair Bolsonaro e seu Vice no TSE. Atenção nação brasileira: “É bola ou búrica”, OU É BOLSONARO OU SERÁ O COMUNISMO.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...