segunda-feira, 21 de setembro de 2020

General Heleno causa impacto em discurso no STF e denuncia: ‘querem derrubar o Governo Bolsonaro’



Em pronunciamento durante audiência pública no STF, o general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, fez declarações contundentes e aventou um plano internacional “oculto” de derrubada do presidente Jair Bolsonaro por meio de informações falsas e dados adulterados.

O oficial encetou expondo dados sobre a Amazônia e seu conhecimento da região: “O Brasil é um país de dimensões continentais. A Amazônia Legal tem mais de 5 milhões de quilômetros quadrados. Cabem todos os países da União Europeia. A infraestrutura da Amazônia Legal e a grandiosidade da área tornam qualquer ação dos órgãos públicos difícil e muito dispendiosa”.

Heleno complementou: “Os orçamentos públicos destinados a enfrentar os desafios que se apresentam estão muito aquém das necessidades há décadas. Fui Comandante Militar da Amazônia durante dois anos e, ainda assim, me considero pouco conhecedor da área devido à complexidade de seus problemas e ao seu enorme tamanho em termos, inclusive, de mundo”.

Neste contexto, o ministro destacou como o Brasil se destaca, em âmbito mundial, na preservação das florestas: “Mais de 75% das florestas primárias do mundo desapareceram. Com exceção de parte das américas, todos os continentes desmataram e muito. A Europa detinha mais de 7% das florestas do planeta. Hoje, tem apenas 0,1%. A África possuía quase 11% e, agora, tem 3,4%. A Ásia detinha 23,3% e, agora, tem 5,5% e segue desmatando. A América do Sul detinha 18,2% das florestas e,agora, possui 41,4%. Surpreendentemente, o grande responsável por esse resultado, que cresce ano a ano, é o Brasil. Neste ritmo, o Brasil será dono, em breve, de quase metade das florestas primárias do planeta”.

Ademais, ele denunciou “esquemas” de potências estrangeiras e ONGs que desejam o controle sobre a região: “Resolvemos, pela primeira vez, encarar esses desafios de frente. O governo Bolsonaro tem apenas um ano e nove meses de mandato, mas é tratado, por muita gente, como estando no segundo ou terceiro ou mandato. O que entristece os que trabalham para solucionar os problemas é o fato de brasileiros natos se aliarem a estrangeiros que jamais pisaram na Amazônia e ONGs que têm por trás potências estrangeiras para nos apresentarem ao mundo como vilões do desmatamento e do aquecimento. Usam argumentos falsos, números fabricados e manipulados para prejudicar o Brasil. É preciso deixar claro que a Amazônia Brasileira nos pertence”

No ensejo, ele concluiu fazendo um alerta a respeito de planos contra o presidente Jair Bolsonaro: “Não podemos admitir e incentivar que nações, entidades e personalidades estrangeiras sem passado que lhes dê autoridade moral para nos criticar tenham sucesso em seu objetivo principal, obviamente oculto, mas evidente para os não inocentes: prejudicar o Brasil e derrubar o Governo Bolsonaro. Alguns brasileiros (...) cada vez mais distantes de retornar ao controle do Brasil e retomar a catastrófica obra que conduziram por três décadas não conseguem omitir seus pensamentos obtusos”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...