sábado, 26 de setembro de 2020

Jornalista do grupo Globo é desmentido pelo General Heleno e pelo ministro Alexandre de Moraes



O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, classificou como “mentirosa e inconsequente” uma matéria do jornalista Guilherme Amado, da revista Época, que pertence ao grupo Globo. Pelas redes sociais, Alexandre de Moraes disse: “Informo que é mentirosa e inconsequente a nota da revista época do colunista Guilherme Amado, que deveria ser mais profissional e ter mais cuidado antes de espalhar fake news. Me submeti ao exame necessário, após a posse do Presidente do STF, e o resultado foi negativo”. O ministro publicou uma imagem de seu exame, onde consta “não detectado” em exame realizado no último dia 15. Não há notícia de que o ministro, que há quase dois anos conduz um inquérito sobre supostas “fake news”, tenha mandado censurar a matéria ou investigar o jornalista ou a empresa. 

O desmentido foi o segundo do jornalista na data de hoje. Pela manhã, o ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, disse: “HELENO RETOMA ENCONTROS EM QUE FAZ RELATOS SOBRE GOVERNO E FAMÍLIA BOLSONARO PARA A CASERNA. Título de matéria do jornalista Guilherme Amado. MENTIRA DESCARADA. JAMAIS ACONTECEU. Impressionante como o jornalismo de cabresto perdeu o respeito pela verdade. Muito triste”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...