quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Paulo Guedes expõe como Bolsonaro enfrentará acordos de ‘burocratas corruptos’ para reerguer o Brasil



Em pronunciamento ao vivo, Paulo Guedes, ministro da Economia no Governo Bolsonaro, assestou qual será o futuro do Auxílio Emergencial, do “Renda Brasil”, dos precatórios e fez uma explanação no que concerne a reformas urgentes para fomentar e acelerar a recuperação econômica do Brasil.

O ministro encetou: “Nada substitui a ação política. Os orçamentos públicos devem estar sob decisão política, não 96% do dinheiro carimbado, rodando independentemente da vontade política, ao sabor de acordos passados que foram firmados, em boa parte, através da captura de orçamentos públicos. Grupos de interesse privados, piratas privados, burocratas corruptos, criaturas do pântano político”.

Neste contexto, ele explicou como será realizado o combate a fundos obscuros: “Fizeram acordos passados e criaram 190 fundos, ninguém sabe para onde esse dinheiro vai todo ano. Isso tem de ser reavaliado. Essa é a proposta do Pacto Federativo. E há o Renda Brasil, o qual nós também consideramos uma linha evolucionária de proteção de camadas mais frágeis da população brasileira”.

Ademais, ele salientou: “Vamos juntar 27 programas sociais e dar uma calibragem para que seja um pouso suave do auxílio emergencial. Manteve o Brasil pulsando, estimulou a recuperação em ‘V’, é algo transitório, não é permanente”. 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...