quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Bolsonaro menciona posição da OMS e diz: ‘impor medidas autoritárias, só para esses nanicos projetos de ditadores’



Ao conversar com cidadãos na saída do palácio do Alvorada esta manhã, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as recentes declarações da OMS, que se manifestou contrariamente à obrigatoriedade de vacina contra o coronavírus. Bolsonaro disse: “Ontem, a OMS se manifestou contra a obrigatoriedade da vacina, e disse que é contra medidas autoritárias. Quer dizer que a OMS se manifestou depois que eu já havia me manifestado. Parece que estão se informando corretamente, talvez me ouvindo, até, né? Temos  certeza de que não voltarão atrás nessa decisão”. 

O presidente acrescentou: “realmente, impor medidas autoritárias, só para esses nanicos projetos de ditadores, como esse cara de São Paulo aí. Eu não ouvi nenhum chefe de estado do mundo dizendo que iria impor a vacina. Isso é uma precipitação, é mais uma maneira de levar terror junto à população. Até porque tomar uma vacina que ainda não tenha um certo tempo de comprovação científica… fica muito difícil. Quando esse governador fala em vídeo que iria obrigar 40 milhões de paulistas a tomar vacina, é uma irresponsabilidade do governador, porque ainda não existe uma vacina eficaz. Além de não ter comprovação científica, também não foi ratificada pela nossa ANVISA. Então, parabéns à OMS, começaram a acertar. Estão começando agora a se informar melhor antes de emitir um juízo, uma sugestão, ou uma medida que atinge a todos no mundo”. 

Bolsonaro alertou sobre a importância das eleições municipais. O presidente disse: “Temos eleições municipais agora. O pessoal, muitas vezes, não dá muito valor. Mas ali é a base do deputado estadual, do deputado federal, do governador, do presidente. Geralmente, o pessoal se conhece. Então, é a hora… Vê se você concorda com as medidas que ele tomou, obrigando a fechar tudo, falando grosso, prendendo mulher em praça pública, fechando praia… Vê se o atual prefeito fez o que você achava que ele tinha que fazer ou não, e aí você decide seu voto. Bem como os candidatos, agora, têm que ser questionados sobre isso. O vírus vai durar por muito tempo. O cara assume em janeiro. Tem que saber agora qual é a posição dele. “Fica em casa, a economia a gente vê depois”. Olha o problema aí”. Bolsonaro afirmou que a importância também se aplica aos vereadores, e pediu aos cidadãos que verifiquem o partido dos candidatos. 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...