sábado, 24 de outubro de 2020

Deputada Bia Kicis rebate ministros do STF e do TSE sobre urnas eletrônicas e voto impresso



No decorrer de debate promovido pela UNAB, União de Advogados do Brasil, a deputada federal Bia Kicis, aliada do presidente Jair Bolsonaro, refutou argumentos apresentados por ministros do STF e do TSE contra o voto impresso.

A parlamentar explicou por quais motivos os cidadãos têm o direito de exigir maior confiabilidade no sistema eleitoral: “Sou completamente dedicada a este tema, não porque a gente tenha que provar que as urnas eletrônicas, tal como são, são vulneráveis. Não cabe ao cidadão, ao eleitor, provar a vulnerabilidade da urna. Cabe ao TSE provar a sua total segurança. Isso o TSE nunca fez e nem poderá fazer”. 

Ela protestou diante da forma como autoridades têm tratado o tema: “No julgamento da ADIn vergonhosa, em que os ministros debochavam dos eleitores que não confiam no voto eletrônico, num total desrespeito a nossos direitos constitucionais, um advogado dos peritos constitucionais da polícia, que tem, por lei, a função de atestar a confiabilidade das urnas, ele também trouxe à baila a vulnerabilidade das urnas. Ele também sofreu pressão por parte dos ministros, os quais tentaram desmoralizá-lo”.

No ensejo, ela rebateu falácias a respeito do voto impresso e questionou o “pavor” do TSE quanto à verificabilidade da votação: “O voto impresso teve um apoio massivo do Congresso, mas o Supremo desrespeitou o Congresso, desrespeitou o povo brasileiro e derrubou a lei do voto impresso sob os mais bizarros argumentos. Disseram que fere o sigilo do voto, mas todo mundo sabe que o eleitor não teria contato. Seria protegido por um visor e cairia em uma urna física. Possibilitaria a recontagem do voto caso fosse levantada alguma suspeita, caso algum candidato se sentisse seguro quanto à votação, desconfiasse de alguma coisa. Se é tão seguro, por que o TSE tem pavor do voto impresso? Por que faz de tudo que está ao seu alcance para impedir o voto impresso? No mundo inteiro, o Brasil é o único país em que a urna eletrônica não tem o voto impresso”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...