terça-feira, 17 de novembro de 2020

Assessoria de imprensa do jornalista Oswaldo se pronuncia após prisão a mando de Alexandre de Moraes



O jornalista Oswaldo Eustáquio, conduzido à Superintendência da Polícia Federal esta manhã a mando de Alexandre de Moraes, deverá ficar em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica, segundo o portal G1. A motivação seria o suposto descumprimento de medidas cautelares impostas pelo ministro Alexandre de Moraes no âmbito dos inquéritos que ele conduz sob sigilo no Supremo Tribunal Federal. O ministro havia limitado a circulação do jornalista a áreas específicas de Brasília, e havia censurado o jornalista, proibindo-o de utilizar redes sociais. 

A assessoria do jornalista divulgou uma nota pública sobre a prisão. Ouça o texto: 

“A assessoria de imprensa do jornalista Oswaldo Eustáquio informa que a prisão é ilegal, imoral e inconstitucional por crime de opinião, sendo assim rasgada a Constituição Brasileira. De acordo com o documento enviado pelo ministro Alexandre de Moraes, o motivo da prisão se trata pela reportagem que ele fez denunciando o laranjal do Boulos, desta forma, atirando no mensageiro. A Justiça brasileira ainda não investigou o laranjal de Boulos e também o laranjal do PSL, o crime denunciado pelo deputado federal Nereu Crispim, que revela uma questão de segurança nacional que ainda não foi apurado pela douta procuradoria. O jornalista Oswaldo Eustáquio lamenta mais essa arbitrariedade e diz que vai denunciar tudo isso à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos. Diz ainda que está de cabeça erguida, porque sabe do trabalho patriótico pelo Brasil e espera que a justiça apure tanto as denúncias do deputado Nereu Crispim tanto quanto as denúncias da empresa fantasma de Boulos em São Paulo, um escândalo de corrupção”.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...