segunda-feira, 3 de março de 2014

Com greve de garis, Rio de Janeiro continua coberto de lixo


Imagem: Reprodução/Diário do Poder
 Centro do Rio de Janeiro amanheceu coberto de lixo neste domingo (2) por conta da greve dos garis. Um grupo da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) aproveitou o Carnaval para tentar chamar atenção da sociedade para sua causa. 


Eles querem melhores condições de trabalho, reajuste de salário, vale-refeição e pagamento de hora extra. Por isso, as  avenidas Rio Branco, Presidente Vargas e Almirante Barroso, além do Largo da Carioca e da Lapa acumulam montanhas de garrafas, latas e outros lixos após desfile dos blocos que passaram por esses locais ontem (1º). Os banheiros químicos instalados na região também estão imundos, impossibilitando o uso.

O plantão da Justiça do Trabalho declarou a greve ilegal a pedido da própria Comlurb e concedeu liminar determinando o retorno dos garis ao trabalho, sob pena de multa diária de R$ 25 mil. “Segundo relato inicial, os trabalhadores estariam impedindo a realização dos serviços, como a saída dos caminhões de lixo, mediante o emprego da força, o que, a toda evidência, ressalta a índole reprovável do movimento, em desrespeito à dignidade da pessoa humana, princípio fundamental proclamado pelo Magno Texto Republicano. Os sérios transtornos causados à população – justamente no feriado festivo de carnaval – são evidentes e independem de prova”, escreveu a desembargadora Rosana Salim Villela Travesedo, do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

O Sindicato dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação do Município do Rio informou, em nota, que a paralisação é promovida por um grupo de garis “sem representatividade junto à categoria”.

Diário do Poder
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...