terça-feira, 31 de janeiro de 2017

PT dividido pode até ter candidato próprio à presidência da Câmara


Um dos nomes cotados é o de Paulo Teixeira
Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O PT chega dividido às vésperas da eleição para a presidência da Câmara: um grupo defende que o partido apoie a candidatura de Jovair Arantes (PTB-GO); outro prefere Rodrigo Maia (DEM-RJ); e outra parte quer afiar o discurso "contra candidato golpista" e lançar candidato próprio, mesmo sabendo que a iniciativa é apenas para marcar posição do partido – os nomes cotados são Paulo Teixeira, Maria do Rosário e José Guimarães.


Leia também: 
Mais advogados abandonam defesa de Cabral, desta vez por causa de Eike

Essa movimentação aconteceu depois da carta do presidente do PT, Rui Falcão, no último domingo, defendendo a aliança entre partidos de esquerda – PT, PC do B, Rede e PSOL – em torno de uma candidatura única. 

O PT, que ensaiou apoio ao candidato do PDT, André Figueiredo, está desistindo do caminho por avaliar que a candidatura de Figueiredo deverá servir de palanque para Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República. "André Figueiredo não une o PDT", disse um petista.

A bancada terá reunião as 14h30 desta terça-feira (31) e tem como agenda principal, segundo o líder Carlos Zaratini, defender o cumprimento do regimento que prevê proporcionalidade na distribuição dos cargos da mesa diretora da Câmara. Para Zaratini, como segunda maior bancada na Câmara, o PT deve ter vaga assegurada na mesa.

Na reunião do Diretório do PT, há dez dias, o partido reafirmou essa cobrança de participação na mesa e previu ainda apoio a um dos dois principais candidatos. Nos bastidores, o deputado Paulo  Teixeira defende apoio a Jovair Arantes, enquanto Marco Maia prefere Rodrigo Maia.

Veja também: 


 
 

Cristiana Lôbo
G1
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...