terça-feira, 10 de julho de 2018

Desembargador 'quis criar fato político' sobre Lula, diz ex-ministra do STJ


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
A ex-corregedora nacional de Justiça e ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon disse que o desembargador Rogério Favreto "enxovalhou o Judiciário" e defendeu que ele seja investigado por possível falta disciplinar. Reconhecida por chefiar com rigor o CNJ quando foi corregedora, defendendo punição a juízes suspeitos de irregularidades - a quem chamava de "bandidos de toga" - Eliana Calmon não poupou críticas ao desembargador que mandou soltar Lula.

"Ele (Rogério Favreto) quis criar um fato político e usou a magistratura para criar esse fato político. Usou a magistratura e infringiu o princípio de que você deve ser imparcial. Isso é grave, principalmente quando essa imparcialidade tende a atender a um interesse politico-eleitoral", disse Calmon, que por dois anos - entre 2010 e 2012 - chefiou no CNJ, instituição que controla o Judiciário e fiscaliza magistrados, o setor responsável por investigar denúncias contra juízes.

Leia também: 

Veja também:




Correio do Poder, com informações da BBC Brasil
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...