segunda-feira, 2 de julho de 2018

"Fosse no Brasil, o 'movimento pedófilo' alegaria ofensa aos 'direitos humanos' do criminoso", afirma procurador sobre castração química na Coreia do Sul


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política
Na última semana, a notícia de que a Turquia considera instituir a castração química de estupradores fez uma notícia de 2012 voltar a circular nas redes sociais, relatando que a Coréia do Sul tinha autorizado a castração química de um condenado por quatro casos de abuso sexual de menores. Em meio à polêmica, o procurador Aílton Benedito comentou a diferença entre os Judiciários dos dois países: "Fosse no Brasil, o 'movimento pedófilo' alegaria ofensa aos 'direitos humanos' do criminoso". 

Leia também: 
A 45 dias da campanha, TSE admite rever limite diário para 'vaquinha virtual'
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...