domingo, 12 de agosto de 2018

‘A violência é gerada muitas vezes pela falta de emprego. O Brasil precisa crescer o mais urgente possível, senão, poderemos ter uma guerra civil em breve’, alerta Levy Fidelix


Imagem: Produção Ilustrativa / Política na Rede
Em entrevista ao jornal Repórter Diário, o presidente do PRTB e candidato a deputado federal Levy Fidelix defendeu que não será possível resolver questões relacionadas à segurança pública e violência sem melhoras na economia.

Para Fidelix, "A sociedade quer que tenhamos pleno emprego. A violência é gerada, especialmente, e muito mais do que tudo, por falta de emprego, por falta de condições. O camarada, quando tem filho pequeno, tem uma mulher, fica desempregado, se separa da família, perde a cabeça. Vai para o crime. E são 18 milhões de pessoas que estão aí na rua, sem poder ter futuro. Você vê jovem que não sabe o que fazer, o cara estudado não tem emprego. Por isso que eu estou dizendo que o principal no Brasil é o bolso. É mudar o modelo de desenvolvimento nacional".

O presidente do PRTB voltou a criticar a política monetária de Meirelles: "Nós estamos crescendo a 0,3%. Se temos um crescimento vegetativo de 1,2%, então o Meirelles tá falando besteira! Não cresceu nada. Continua devendo. Tinha que crescer 2% para cima. Nós estamos com essa plataforma de desenvolvimento errada. Os bancos recebem por ano do Brasil 700 bilhões de reais. É um terço do orçamento. O dinheiro que poderia ir para segurança, educação, saúde, está indo para o banqueiro! Essas ratazanas! Esses caras não têm pena do brasileiro!".

Leia também: 
Cármen deixará para colegas decisão final sobre reajuste para ministros
Partido de João Amoêdo rejeita convite de Janaína para uma aliança já no primeiro turno
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...