sexta-feira, 14 de setembro de 2018

'Temos que virar doidões e regular mídia', diz ex-ministro de Lula em evento com Boulos


Imagem: Tuane Fernandes / Folhapress
Ex-ministro das Comunicações no governo Lula, Franklin Martins elogiou a inserção nos programas de governo tanto do PSOL quanto do PT de um tema que antes "ficava encostado nas prateleiras", a regulação da mídia.

"Temos todos que virar doidões, ou seja, virar democratas", disse o ex-ministro nesta sexta (14), num evento com o presidenciável psolista, Guilherme Boulos. Defendia, pois, que "as forças progressistas" abracem uma causa que "não dava voto e dava porrada".

Leia também: 

Citou uma frase atribuída ao ex-presidente uruguaio José "Pepe" Mujica : "As vitórias nos transformam em pavões, e as derrotas nos obrigam a pensar". E a esquerda tem muito a refletir, afirmou.

O golpe (impeachment de Dilma Rousseff) "nos obrigou a pensar que a democracia só existe com força se não houver oligopólio da mídia", disse o ex-ministro lulista.

Os grandes grupos midiáticos vêm sempre com "a mesma cantilena" quando se traz o tema à tona: "É censura, ataque à liberdade de imprensa". "Não é", segundo Martins. Seria alavancar um "pluralismo" no campo midiático, isso sim.

O encontro reuniu cerca de 30 pessoas, entre militantes e pensadores de esquerda, num hotel no centro paulistano. Em pauta, o programa de governo do candidato do PSOL, lançado na véspera.

E a "mídia branca", que não zela pela diversidade racial e sexual, também deve ser levada em conta, disse o youtuber Spartacus, ligado às causas negra e LGBTQ.

A área deve ser regulada não só pela questão política, mas por ser uma "ferramenta diária de fortalecimento da desigualdade racial" -fora que se trata de "uma concessão pública", afirmou. Um dos exemplos que deu: a novela global "Segundo Sol" chegou a ser judicialmente notificado por "embranquecer o estado mais negro do Brasil", com um elenco majoritariamente branco para uma trama passada na Bahia.

O projeto ganhou o formato de um livro de receitas, "50 Receitas de Boulos para Mudar o Brasil", esse "trocadilho que está na boca do povo", segundo Juliano Medeiros, presidente do PSOL.

O caderno intercala tópicos como "revogar as medidas do governo Temer", "democratização das forças armadas" e "desmilitarização da polícia" com fotos de pessoas que colaboraram com o programa preparando bolos com Boulos -a cartunista Laerte, por exemplo, segura um bolo com confetes coloridos no trecho que defende "mudar a visão da conservadora sobre a diversidade sexual". 

Veja também:




Anna Virginia Balloussier
Folha de S. Paulo
Editado por Política na Rede
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...