sexta-feira, 19 de outubro de 2018

'Por que criar um escândalo com o fim de estabelecer a censura? Isso sim merece ser investigado', diz Janaína Paschoal


Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política

A deputada eleita Janaína Paschoal, advogada há 20 anos e professora de Direito Penal na USP, questiona a estratégia petista de utilizar um escândalo criado a partir de uma denúncia sem provas para levar à censura dos meios de comunicação. Janaína também aponta para a incoerência e o autoritarismo de se chegar a pedir prisões com base apenas em boatos: "É muito típico de esquerdistas diminuir crimes reais e conferir importância a situações absolutamente lícitas. Eles criam fatos e são tão bons nisso, que muita gente acredita".



Leia abaixo o texto de Janaína Paschoal: 

Bom dia, Amados! Vinte anos na Advocacia me fizeram aprender a trabalhar com base em documentos, depoimentos, laudos... Ontem, quando li a matéria da Folha, a primeira coisa que pensei foi: mas eu não recebi nenhuma mensagem padrão a favor de Bolsonaro ou contra Haddad...
Além dos documentos, a lógica também deve ser instrumento de trabalho de um advogado. Se empresários houvessem mesmo investido tanto dinheiro no impulsionamento de mensagens pelo whatsapp, até na lua as tais mensagens teriam chegado...
Na mesma manhã em que a matéria é publicada, os juristas que vivem desmerecendo a Lavajato, as colaborações premiadas, as prisões preventivas já estavam reunidos. Em entrevistas, Haddad diz que uma prisão, com consequente delação, solucionaria o caso.
Em outras palavras, o PT está tentando fazer o que diz que a Lavajato faz. No entanto, o PT sabe que a Lavajato, quando prende, prende com fulcro em documentos, em longas investigações e, em regra, há mesmo movimentação de bilhões, como no caso da Petrobrás e do BNDES!
Leia também:

Mas tudo bem, diante do barulho que fizeram, eu fiquei aguardando eventuais documentos. Como noticiei, fui ler a ação proposta perante o TSE e NADA! Eles se limitam a pedir uma busca e apreensão, tudo com base em uma matéria jornalística que não apresenta NADA!
Detalhe: um dos advogados que assina a ação contra Bolsonaro também assinou a queixa-crime contra mim, apenas por ter dito que o atentado contra Bolsonaro não foi um fato isolado.
Esse episódio, com todo respeito, está me fazendo lembrar o dossiê dos aloprados (os mais jovens, certamente, não sabem do que se trata).
Se fizeram tudo isso para ter uma desculpa para a derrota, não fico preocupada. Foi assim com o impeachment. Eles precisam de uma versão para colocar nos livros de "História".
Mas eu estou verdadeiramente preocupada com essa vontade (não disfarçada) de censurar o whatsapp. Na verdade, querem tirar do ar, durante a última semana do período eleitoral. Por quê?
Por que criar um escândalo com o fim de estabelecer a censura? Isso sim merece ser investigado. O mais estranho é que, muito embora nenhum elemento tenha sido apresentado, o UOL e a própria Folha seguem falando em denúncia. Qual denúncia?
E eles querem punir Sérgio Moro por ter juntado aos autos o acordo de colaboração de Palloci? Ali sim, tem crime!
É muito típico de esquerdistas diminuir crimes reais e conferir importância a situações absolutamente lícitas. Eles criam fatos e são tão bons nisso, que muita gente acredita. Sei bem o que estou dizendo, pois venho sendo vítima desse pessoal há muito tempo.
Mas a população já percebeu. Eles estão falando para eles mesmos. O Jornal, se não apresentar nenhum documento, haveria de ter a nobreza de publicar uma retratação. E os líderes do PT haveriam de ser investigados por denunciação caluniosa.
Chega gente, que venha dia 28, com ou sem Whatsapp, vamos dar a vitória a Bolsonaro com 80%. Os 20% continuarão criando teses para falar entre eles mesmos.

Veja também:





Gazeta Social
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...